clique aqui e receba as atualizações do blog em seu email


PARA EMPRESAS AS PALAVRAS MUSICADAS AS OUTRAS PALAVRAS CONTATO HOME


Anuncie no Blog do Alex Pinheiro. Clique aqui!

As páginas mais visitadas aqui:

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

pia suja

Toda vez que tem doce em casa
, a colher limpa acaba.

A linha acaba.
A frase acaba
, o ponto é reto e a curva fala.


Tenho pra mim que experimento um dos mais belos e últimos espaços da instituição Família. Digo da cozinha que promove encontros e reforça laços; a tia lavando pratos enquanto a cunhada enxuga e um irmão abusado debruça num balcão pra semear conversa fiada. Pois são as conversas fiadas que fiam o aconchego.

Os pratos principais e guarnições foram terceirizados pelos restaurantes, frutas se comem com faca, já as sobremesas são coisas de qualquer hora e ficaram a cargo das confeitarias. A caso da Família estar vencida por uma emergência social, os caminhos ficaram sem volta e os problemas perderam o colo de mãe.

Como primeira censura do ser humano, os cantos vão se arredondando sob a força do amor. Assim, filhos rompem paradigmas e constroem lugares antes inacessíveis. E isso enlouquece os tutores vitimados pelas novas velocidades, novos sabores e novos ambientes. O espaço da Casa não se vincula diretamente ao tempo de Família. A Casa é lugar de encontros cada vez mais insossos e menos frequentes.

Explorei todos os cantos da minha casa. Escolhi o banheiro pra pensar sentado no chão, a sala de estar pra deitar no sofá e irritar minha mãe, a sacada pra observar os outros, o quintal pra ver o céu noturno, a garagem pra proibir e a cozinha pra conversar. E na cozinha me encontro com minha censura, com minha pia suja.

Alex Pinheiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google Analytics Alternative