clique aqui e receba as atualizações do blog em seu email


PARA EMPRESAS AS PALAVRAS MUSICADAS AS OUTRAS PALAVRAS CONTATO HOME


Anuncie no Blog do Alex Pinheiro. Clique aqui!

As páginas mais visitadas aqui:

segunda-feira, 28 de julho de 2008

O Livro dos Cheiros

O toque gosto de pecado
Beijo surdo em lábio molhado
Transpirando som
e sim

Um cheiro verde-amadeirado
Escondido de passado
num espelho mogno-cupim

Vejo agora
Escrito em luz e cravo-amora
o espero
o prólogo da noite afora
Que não caberá em mim
Oh! Livro dos cheiros...
Escreva um capítulo
com fim
no livro dos defeitos...

música: Relicário [Nando Reis/Cássia Eller (Nando Reis)]
.
Alex Pinheiro

15 comentários:

  1. Ameeeeeeeeei o texto! Perfeito!
    Me fez viajar em cores..
    Sudadiiis!

    ResponderExcluir
  2. Escreva um capítulo com fim, em páginas que descrevam apenas um começo...um princípio...um início!

    Beijos

    PS: Coloquei um link no "Mete o Pé", de um curta...

    ResponderExcluir
  3. Dá-lhe Alex, senti o cheirinho cravo-amora. Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro ouvir Nando Reis, mas não consigo ve-lo cantar, me da uma aflição rs

    beijo

    ResponderExcluir
  5. uhauuuuuuuuuuuuuuuuuuuu
    alex, consegui entrar, e ainda bem, ou ainda mal pois não consigo tirar os olhos desse poema.
    -
    tenho um livro
    q tem palavras com cheiro
    cheira à ternura da canela
    cheira a um negro-chocolate-pecado
    .....claro Alex... que.... também cheira a MAResia. eheheh
    beijão
    ana

    ResponderExcluir
  6. a maioria das coisas que a cássia escreve é tão genial que a maior parte de nós nem consegue entender

    kisses
    di

    ResponderExcluir
  7. Tantas sensações, tantas cores, tanta emoção.

    Parabéns.

    http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, amigo!
    Obrigado pelas suas palavras no meu blog.
    Aliás, elas mostram que não é preciso nenhum (novo) acordo ortográfico, para saber como a nossa língua comum é bela e cheias potencialidades, a que não são alheios os naturais percursos.
    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  9. Algumas combinações de palavras têm cheiro, um gosto que fica... Deixam a gente que lê sinestesiada.

    Delícia.

    ResponderExcluir
  10. Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

    ResponderExcluir
  11. Cada livro tem seu cheiro e cor.

    ResponderExcluir
  12. uau, que lindo!

    adorei!

    beijos e que sinestésicas invenções! ;)

    ResponderExcluir
  13. tomara que o livro dos cheiros te atenda :)

    ResponderExcluir
  14. Bruno Twain:
    Ow,,, valeu! rs

    Vanessa:
    Se for o livro dos defeitos eu quero meeeesmo um capítulo com fim,,, rs
    Obrigado pelo link...

    Ricardo Valente:
    Eita que o povo anda sentindo cheiro na poesia,,, isso é muito bom! rs

    Jana:
    haha,,, e ele adora "nãnanananãnananãnãnã",,, desulivre! rs
    Essa música tem o toque Cassia Eller pra equilibrar o desvairado timbre de Nando Reis, rs

    * hemisfério norte:
    rs... Feliz pela volta,,, e eu sabia que o problema não era comigo! haha

    deminina:
    Então tá, né! rs

    Bill Stein Husenbar:
    Obrigado,,,

    Vieira Calado:
    Elas refletem da empatia blogonauta,,,
    Mas é também verdade que a língua é feita pelo povo e enquanto estivermos em caserna não mudamos a letra, mas o povo muda e acaba segregado pela nossa arrogância desmedida. Não é nisso que acredito!
    E que eruditem-se as palavras para adormecerem nos poemas,,,

    Yara:
    Nussa!
    Tem mesmo dessas coisas,,, espero que o "Livro dos Cheiros" tenha remetido boas combinações, rs

    RESSACA:
    Arrasta então, irmão! rs

    Pedro:
    Tem mesmo,,, mas parece-me mais piegas ainda dizer do sabor,,,, então me calo! rs

    Mary:
    Uow! Obrigado, rs

    Rubens da Cunha:
    Tomaaaara! rs

    ...............

    Você comentou e eu agradeço dizendo que essas invenções são reflexo da "cobrança" na blogosfera. Sem leitor eu não escreveria. Obrigado!

    ResponderExcluir
  15. Nossa... Ler isso é bom! O cheiro das coisas quase sempre é o cheiro de quem por elas trouxe alguma história. Ficam. *rs

    ResponderExcluir

 
Google Analytics Alternative