clique aqui e receba as atualizações do blog em seu email


PARA EMPRESAS AS PALAVRAS MUSICADAS AS OUTRAS PALAVRAS CONTATO HOME


Anuncie no Blog do Alex Pinheiro. Clique aqui!

As páginas mais visitadas aqui:

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Deneville-lés-Chantelle

A cama alta forçava-o numa posição desconfortável se quisesse tocar o chão com os pés calçados em meia pra dias frios. Com o tronco voltado para a janela ele desfaz, delicadamente e com o semblante caído, um laço notoriamente antigo de uma sacolinha plástica. Uma foto impressa em preto e branco numa folha sulfite arregaça-lhe a alma em sorriso contido; uma mistura de resignação e saudade. Lembrança azeda sobretudo do descontrole de outrora, das noites iluminadas pelo Strobo da balada, das manhãs de domingo alimentadas por pastéis de feira e gente sem pecado.
.
Outro ser habitava-o agora. Ele tem medo de voltar. Quer ser o agora sem perder a graça do antigo, mas o condado parece pequeno e agradável. “Esse apito cada um tinha um. A gente saía com eles pra fervê!”. O apito está amarrado num cordão embaraçado e sem fôlego; preso ao conformismo, ao confortável, ao cru.
.
A sacolinha plástica revela-se um guardião enquanto é assaltada por um avesso que a deixa vazia. Espalha-se sobre a cama, a vida inteira em meia dúzia de objetos desconexos, conectados subliminarmente. Um ponto final a cada novo parágrafo questionava-o sobre outras escolhas. Outrossim, os caminhos interrogam comparando seus dias frios em praça pública ao exílio quixotesco. O retorno pra casa de ninguém. O voltar pra lugar algum. Na cama, feita colchão ortopédico, jaz a anistia rústica de um menino suave para, fora da sacolinha plástica de mercadinho provinciano, inspirar de medo, inércia e antolhos, um Homem.
música: These Are The Days (Jamie Cullum)
.
Alex Pinheiro

11 comentários:

  1. interessante... qtas vidas não podem ser resumidas a poucas coisas e alguns pontos finais?

    beijo

    ResponderExcluir
  2. NOSTALGICO E DESFIADOR...
    QUEM SERÁ?
    QUEM SEREI?

    AIAIAI.........


    PS:PRECISO FALAR SÉRIO COM VC SOBRE A TEMPORADA...FEEDEBACK...UI!

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, afastei-me muito tempo
    Desta vez tenho uma desculpa mais convincente: o amor se me assomou à frente dos olhos, e seria deselegante não aceitar o seu sorvedouro.
    Mas, vamos ao seu texto: nem preciso elogiá-lo; ele fala por si própria. Escusado é para mim repetir todos os meus elogios. Sintetizo-os numa palavra eloqüente: PARABÉNS!

    Abraços

    Vanildo

    ResponderExcluir
  4. fazia mto tempo que ñ visita seu 'web espaço'! rs

    vejo que os upgrades são frequentes, e o visual tá bem clean! adorando

    enquanto ao texto, me lembra dias de limpeza no quarto..
    asuhausuahuhsuahsuahs

    vc sabe como é e o que eu quero dizer! rs

    o blog tá massa
    abrçs!

    ResponderExcluir
  5. E o que são as escolhas? Ué, as escolhas fazem a própria vida...
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Pra que voltar?
    Pq seguir os mesmos caminhos? Deixe o passado, faça a escolha que VOCÊ ache melhor...
    ...e não tenha medo do futuro, tente seguir pra "algum lugar" e não voltar a "lugar algum"!

    ResponderExcluir
  7. Adoro quando o escritor se prende aos detalhes.

    ResponderExcluir
  8. Vidas simples de contar mas com muito por retratar.

    Parabéns.

    http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Jana:
    Pois então,,, que minha vida cabe no caixão comigo,,, rs

    Anônimo:
    Bem como a vida está refletida em nós...

    Vanildo Danielski:
    E cabe que nem precisa desculpar-se,,, Visita que qdo acontece me enche o ego, rs
    Valeu!

    B***:
    Valeu!
    Visita bem vinda e pra dizer das limpezas,,, saída estratégica pois que é por aí que entram os espirros,,, rs

    .Ná.:
    A própria vida...

    Vanessa:
    Méodéus! rs
    Comentário tocante,,, e pq não filosófico!? :)

    Gabriela Melo:
    Muito booooom!!! Também curto pra caralho!

    Bill Stein Husenbar:
    Muito que cabe em pouco,,, pouco espaço...

    .............

    Agradecimento caloroso pelas idéias cultivadas nessa página! Valeu!

    ResponderExcluir
  10. Não diria filosófico, e sim racional!
    Pq, é melhor seguir com sua razão, do que se perder no sentimento!

    ResponderExcluir
  11. Há uma música que conta isto: "Enchi a tralha toda para um saco e, mesmo assim, sobrava fundo, tantas voltas dá a vida, tantas voltas dá o mundo!"

    Excelente texto, Alex. Como sempre, camarada.

    Abraço do tamanho do oceano.

    ResponderExcluir

 
Google Analytics Alternative