clique aqui e receba as atualizações do blog em seu email


INÍCIO AS PALAVRAS MUSICADAS AS OUTRAS PALAVRAS ATIVIDADE DIGITAL CONTATO


Publicações mais lidas no Blog do Alex Pinheiro:

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Juliana Caribé

.
minha primeira leitora/blogueira. Banhada de Clarice Linspector, a bailarina Juliana Caribé vislumbra universo desequilibrado vertendo harmonia. Fotógrafa de fina sensibilidade, enfeita teu feito com genialidade.

Coloco na roda: Juliana Caribé e seu Quintal de Cores

com



Carta-não-entregue

Eu escrevi tudo num bilhete, e não o entreguei. Não porque não quisesse, mas porque me foi negado dá-lo.

Na verdade, era uma carta. Grande, cheia de pontuações: vírgulas marcando as pausas para enxugar as lágrimas, reticências para rechear de pensamentos aquelas linhas; havia exclamações para relembrar os sorrisos e os olhares de lua e interrogações para dizer que ainda não era o fim. Não precisava ser.

Decorei o papel com flores e colibris e escrevi, com a letra mais bonita que eu consegui fazer, cada um dos sentimentos que inundavam meu peito. Dobrei cuidadosamente a folha, coloquei-a no envelope. "Com amor", risquei do lado de fora. Quis entregá-la. Não quis recebê-la.

- Fala o que está escrito.

- Leia... Escrevi com tanto cuidado.

- Não.

Guardei a carta na bolsa, as palavras no coração, as lágrimas na garganta. E fui embora.

Sem carta, sem bilhete, sem eu te amo, sem adeus.

"Estava tudo em mim ainda."
imagem:Juliana Caribé
música:E.C.T.[Cássia Eller(Nando Reis/Marisa Monte/Carlinhos Brown)]
.
.
.
novo artigo meu aqui:Nossa Via

12 comentários:

  1. Opa...valeu pela visita, andei olhando seu blog...mas cadê os seus textos?

    e se quiser volte mais vezes por lá, ácido eu garanto que não vai faltar...hehehehe

    ResponderExcluir
  2. Uau! Obrigada pela homenagem! Adorei! De verdade.
    (*Emocionada).

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Lindo demais, sensível como a Isabella descreveu!
    Música sugerida: tudo a ver!
    :p
    Bjossss

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. "estava tudo em mim ainda"...
    BONITO
    A imagem daí em cima, de Paulo Franco, está muito bem inventadA.
    bjs
    a.

    ResponderExcluir
  6. ahhh
    quantas vezes escrevi uma carta...
    outras tantas não tive coragem de entregar.

    ResponderExcluir
  7. Comecei a ler apenas pra passar o tempo, e me distrair por um momento. Com isso, fui na história me interessando, e com as palavras me identificando...Aquelas palavras tão suaves e marcantes, que ao pronunciá-la num certo tom, tocaram-me por dentro, fazendo com que lágrimas rolassem em minha face, e me lembrasse de certos momentos...Momentos aqueles em que minha carta foi recusada, mas naum uma carta comum, feita com belos papéis, enfeites e letras bonitas...Mas uma carta mais profunda, mais marcante, mais sentimental...O meu coração!!! =`(

    Música: Everlasting - Kenny G

    {Nhááá, nem preciso dizer que AMEI esse "invento" de Juliana Caribé...LINDAS palavras!!! Parabéns!!!}

    P.S.: Soh axu ki a música naum a completou, se fosse uma música mais sentimental, iria "soar" mto melhor!

    Besitos
    Kacau

    ResponderExcluir
  8. Alex, grande iventor!

    Entre no http://macabelagem.ideiadejerico.com/?p=39
    e faça uma amiga blogueira feliz.

    Ah! Tá que muda o blogue, hein?! Tá ficando ótimo. Bom fds!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Alex, mais uma vez, agradeço a homenagem. Fico realmente lisonjeada. E achei a escolha da música uma delícia!
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  10. Alex,

    Esse post de hoje foi feito para mim.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. um curta. desses de curtir, re-curtir, e babar, e chorar.

    filme isto, Alex. rs

    obrigado, Juliana.

    bjss

    ResponderExcluir

a imagem-título é uma invenção de Mariah

 
Google Analytics Alternative