clique aqui e receba as atualizações do blog em seu email


INÍCIO AS PALAVRAS MUSICADAS AS OUTRAS PALAVRAS ATIVIDADE DIGITAL CONTATO


Publicações mais lidas no Blog do Alex Pinheiro:

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Um pingado, por favor!

.
- A padaria vai abrir em alguns minutos, cara.
- Legal, valeu!

Espero alguns minutos e tento descobrir qual a razão que me levou à padaria antes dela abrir. Isso significa que eu estava na “porta de bar”, da padaria, às três e meia
da manhã! Faço retrospectiva racional e não descubro muita coisa. Tento uma observação estelar e isso não me fez sentir-se estrela. Como isso acontece?!
Vamos parar numa infinidade de lugares por um outro tanto grande de motivos. Abstrato!
Opto por um cigarro, mas lembro a tempo, que não fumo: “fuja do primeiro trago”. Começo a sentir o gosto dos comercias de cigarro, o vento frio, o cheiro do café, a fumaçinha da respiração achando lugar entre as mãos protegidas com luva de vovó, a saliva seca e, lembrando em tempo... não fumo. Que pena! Um cigarro calharia acontecer como perfeição. Desisto. Conto números desconexos quando ouço o barulho da “porta de bar”, da padaria, poluir sonoramente uma vila toda. Assustei percebendo que se tratava de um funcionário insatisfeito e ignorei com um olhar distante, como se não tivesse sequer ouvido o ruído, e tampouco tinha a intenção de entrar naquela padaria medíocre, nojenta e burra que dispõe, lado a lado numa mesma prateleira, o shampoo e o molho shoyo, seu irmão sanitário. Mas nunca que entraria nessa padaria de velhos grosseiros tomando um “pingado”! Essa padaria tosca que a mulher do caixa tem cara de quem levou surra de chinelo havaianas usado, a noite toda. Nunca mesmo!
Olho de um lado ao outro da rua... Como se fosse passar algum carro tamanha madrugada! O jornaleiro está abrindo sua banca e então decido, como tirano do meu próprio nariz, que sabia onde queria ir. Eu sabia exatamente o que estava fazendo ali às três e meia da madrugada. Eu sou mais eu!
Olho de novo e agora, quarenta minutos depois, um farol aponta longe. Aproxima-se como quem acabou de comer muito e está cansado. Vem com velocidade tão intensa que chega a tremer os vidros da perfumaria que estou encostado. Passa.
Olho novamente e agora nada me impedia de fazer o que realmente queria. Ninguém podia impedir minha personalidade. Atravesso a rua e quando chego à outra calçada esbarro saindo da padaria, Vagner da Silva, amigo de escola que deixou os anos corroerem seus dentes. Conversamos palavras rápidas, toscas e desnecessárias do tipo:

- E aê Alex, tudo bem com você cara?!
- Tudo bem sim
- Mas e aê, trabalhando?!
- É, to trabalhando com turismo agora...
- Que loco meu!
- ...
- Bom, vou nessa aê Alex. To indo trampar. Pego o busão aê na frente.
- Firmeza Vagnão, a gente se vê.
- Falou!

Olho Vagner se afastar ainda embriagado com abordagem tão insensível que despendi por considerar esses encontros casuais deveras desagradáveis. Penso nas infinitas calçadas que troquei pra não ter que conversar palavras frias e falsas. Penso em desculpas cabíveis e santas sobre meu astigmatismo, ou sobre um compromisso atrasado. Escapar de papo chato tem preço.
Lembro dos dias frios que fiquei cortando vento gelado no rosto porque não sabia me livrar do papo, embora rápido, incessante que ia desde pouco cabelo até...
.
- Pois não?!
- Um “pingado”, por favor... Ah! Pode ser uma “média”... Obrigado!

imagem:Alexandre Hartmann


Alex Pinheiro

14 comentários:

  1. Eu queria um capuccino rsrsrsrs

    Louca??????????? Bem capaz!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. como vc pode ser isso tudo e ao mesmo tempo amante dos bons modos?
    :)
    Obrigada pela sua visita ao meu blog, sábado passado abri outro está um pouco em experiência (poetrix) acho ainda mt cru. torna-se complicadp escrever quase sem palavras.
    Parabéns por este espaço. Esta´mt bom
    bjs de Porugaal
    a.

    ResponderExcluir
  3. A foto é convidativa. Mas isso não é o mais importante...inúmeras vezes desviei de pessoas que não queria encontrar por inúmeros motivos, mas agora, ao ler a sua história, me passou pela cabeça quantos não fizeram o mesmo quando me viram. Ai, dói.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Jana:
    Capuccino, de preferência forte! rs
    Louca, com certeza! hahaha... não negue: pode te complicar mais! rs

    Hemisfério Norte:
    Era essa mesmo a proposta,,, ironia e desconforto intelectual, rs
    Fico feliz que tenha gostado do espaço...

    Isabella Kantek:
    Com certeza estamos falando do equilíbrio social,,, E pode acreditar que isso já aconteceu mesmo... Objetivo atingido: somos todos iguais.

    ResponderExcluir
  5. Apesar do pingado morno para despertar nossas atenções, existem assuntos frios e hipócritas, perguntas de pessoas que agem como se importassem.
    E é sempre o mesmo: meia duzia de palavras desferidas de um suposto amigo que você mal conversava nos tempos do colégio ou mesmo forjava sua amizade à sua frente.
    Como eu gosto de escapar desse tipo de pessoa!

    Continue inventando... ando sem inspiração, Alex. Crie.
    Te adicionei outra vez no meu espaço blogônico.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. "busão" rumo ao "tampo"; ainda pego um desses.. rsrsrsr

    ResponderExcluir
  7. só passei para tomar um cafézinho.
    :)
    bj
    a.

    ResponderExcluir
  8. Alguns encontros são realmente desnecessários, mas essa foto me deu uma fome de pingado e pão com manteiga, kkkkkkkkkkk.

    Ah, o boneco fica lá n praça de Pipa/RN - eu devia ter dito, mas estava tão concentrada ouvindo a música e pensando na imagem e no dia que tirei que me passei.

    beijo e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  9. As vezes acho q algumas pessoas e alguns papos são desnecessários...por isso atravesso a rua e dou graças a Deus pela minha miopia e desculpa avançada....kkkkkkkk....Só estamos precisando de novas invenções e atualizações no blog da equipe....???bjo pipoquento

    ResponderExcluir
  10. hummm... que tal um cafézinhocom natas :)

    tenho um segredo se kiseres vem ler
    ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥ . . ♥
    ......... ) ` - . .> ' `( ........
    ........ / . . . .`\ . . \ ............vim♥
    . ....... |. . . . . |. . .| ...........te♥
    .. ....... \ . . . ./ . ./ ..........fazer♥
    ........... `=(\ /.=` ...............uma♥
    ............. `-;`.-' ............ .visita♥
    . .............. `)| ... , ............ e♥
    ................ || _.-'| ......... deixar♥
    ............. ,_|| \_,/ .............. uma♥
    . ...... , ..... \|| .' ..............rosa♥
    ....... |\ |\ ,. ||/ .................para♥
    . ... ,..\` | /|.,|Y\, ................que♥
    ..... '-...'-._..\||/ ............ ....teu♥
    ......... >_.-`Y| .....................dia♥
    .............. ,_|| .................fique♥
    ................ \||.............perfumado♥
    ................. || .............♥
    ................. || .Bjs...♥
    bom fim de semana
    carla granja

    ResponderExcluir
  11. Atravesso ruas, sempre.
    E respondo agnóstico quando alguma indagação me flecha o peito, me assusto de verdade com esse tipo de gente...
    Ser dentro é coisa nova, eles não sabem como funciona ainda.

    Meu abraço, poeta.

    ResponderExcluir
  12. Rhenan:
    Com certeza... sempre! É o já comentado equilíbrio social,,,
    Acho interessante que invistamos no contato humano menos superficial, com isso evitaríamos o veneno necessário...
    Creio que devias inventar mais, também,,, rs

    Jefferson P.:
    Talvez não pegue desses, mas você "pega as 6",,, hahaha

    * hemisfério norte:
    Que bom! rs,,, espero que tenha visto resposta à seu comentário,,, um serviço aqui do InventO

    Douglas D.:
    Experiências, né Douglas!?

    BABI SOLER:
    Infelizmente!
    Obrigado pela referência,,, Deus quer que conheça antes de me ir dessa terra,,, rs

    Kelly:
    Isso pq você considera uma mal criação! rs
    Atualizado furher! rs

    Carla Granja:
    Com natas não! rs
    Estou indo...

    Clóvis:
    Pouca gente sabe, Clóvis... Mas falando com verdade prefereria a humanização,,, Apesar de compreender e, a certo modo, ser subtraído pela nova tendência social confesso devoção pela humanidade.

    Abraços, beijos e café a todos que por acá imprimiram idéias!

    ResponderExcluir
  13. putz, estive aqui, li este texto, adorei e saí crente que havia comentado. hoje voltei com impressao deq havia esquecido [tava de cbça cheia, rs], enfim.

    ai de nós se nao fossem certas calçadas, né?

    um pingado pra mim, tbm! ah, com rampa!

    []´s

    ResponderExcluir

a imagem-título é uma invenção de Mariah

 
Google Analytics Alternative